Espaço Havaianomaníacos por Thiago Thadeu

Hoje o blog reservou um espaço para que um de nossos leitores, o Thiago pudesse contar um pouco da sua trajetória de vida e da sua paixão pelas havaianas.



Vamos nessa?
Como a Havaianas entrou na minha vida?

Quando tive a oportunidade de ter um Chinelo ou um Tênis de uma forma criativa como eu faço na minha vida, sempre procurei os da Havaianas. A possibilidade de ter o tênis foi uma maneira de chamar a atenção nos lugares a onde eu passei pela Europa, já que lá não existe esse tipo de tênis e era uma maneira de falar sem dizer uma palavra que eu era do Brasil.




Desta forma, houve um encantamento por parte desse estrangeiro e ao mesmo a curiosidade de saber mais sobre a minha vida e ali eu criava uma oportunidade e vínculo com cada pessoa que eu conhecia pelas ruas dos países aonde eu, Thiago, 30 anos, Lifecoach, morador do Rio de Janeiro, com uma trajetória pouco peculiar busco aspirações para conectar pessoas e instituições.


Em Outubro de 2016 tive a chance de viajar para a Inglaterra (Londres), Itália (Florença, Siena, San Gimignano e Bolonha), Holanda (Amsterdã), França (Colmar e Saint Louise), Áustria (Sankt Anton Am Arlberg), Alemanha (Munique). Porém, em janeiro de 2017, tive a oportunidade de viajar novamente para a Europa, por isso busquei a Suíça para criar meu próprio negócio, apresentar projetos no âmbito da sustentabilidade focado em tecnologia e educação que já estão atuando dentro de algumas favelas do Rio de Janeiro para a Startup (Suíça) JaBaDu.Me, Impact Hub Bern (Suíça) e a Institute for Posindustrial Design FHNW - University of Applied Sciences and Arts (Suíça).



Porém, este conceito de conectar, inspirar e motivar pessoas surgiu quando conheci Alfredo Silva, cocriador, diretor de Marketing da empresa Fromanteel, sendo um dos grandes empresários (Brasileiro) que quebrou muitos paradigmas ao mostrar que realmente tudo é possível. Com os ensinamentos que aprendi com ele, fui construindo meu próprio caminho até chegar a lugares que para muitas pessoas parecia ser impossível, como ter um bom envolvimento com uma organização holandesa, que atua nas áreas de Arte, Ciência e Cultura – Duch Culture e no Rio de Janeiro com o consulado Holandês. Sendo assim relevante salientar meu envolvimento profissional durante as olimpíadas com duas atletas famosas holandesas.




Toda essa experiência, o tênis da havaianas da edição da Copa do Mundo, estava lá me acompanhando nas minhas aventuras e fazendo muito sucesso também. Dois amigos alemães fizeram um documentário sobre a minha vida e o mesmo ganhou dois eventos de Documentários na Alemanha, o Filme Price e o Zum Goldenen Hirsch, e lá estava eu com o meu tênis da Havaianas.


Em toda a minha trajetória sempre busquei pessoas, instituições e empresas que fosse diferentes e criativas. Acredito que a Havaianas está nesse caminho e por isso houve uma conexão com meu modo de criação do meu próprio caminho, fazendo com que o tênis você a minha marca. Já que quando eu não usava, as pessoas já brincavam que eu não era mais do Brasil, voltei ser "normal".


Envio o link do documentário e um vídeo dessa ultima viagem, para caso queiram se inteirar mais sobre a minha vida. Gostaria de lembrar que o documentário conta um pouco sobre a minha vida pessoal e o vídeo mostra as viagens para a Europa.

https://www.youtube.com/watch?v=pbFNS5sgeK4
Desde já agradeço pela oportunidade,
Thiago Silva

Um comentário:

Obrigado pelo comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Veja também

*

*

Veja também no blog:

Popular Posts